China recomeça abertura do país para feiras de negócios

Diante das incertezas provocadas pela pandemia do COVID-19, uma notícia vinda diretamente do país onde tudo começou sinaliza que, provavelmente, uma nova fase esteja iniciando. Isso porque, no dia 3 de abril, a primeira feira comercial chinesa abriu suas portas: a Haining Export Commodities Exhibition and Fair 2020, realizada no Centro de Convenções e Exposições da cidade de Haining, na província de Zhejiang.

Voltada a empresas chinesas de comércio exterior, o que se observa pelas fotos e vídeo é que se tratou de uma feira diversificada, reunindo marcas locais de alta qualidade. A realização do evento se deu com o intuito de reduzir os impactos econômicos da pandemia, ajudar empresas a superar dificuldades, restaurar a produção de forma abrangente e o entusiasmo dos cidadãos.

No vídeo postado no YouTube, os organizadores defenderam a realização do evento, dizendo:

“A epidemia acabará por passar e o desenvolvimento chegará. Nós nos esforçamos para vincular a recuperação econômica e a prosperidade do mercado, e construir uma nova ponte entre os produtos de Haining e o mercado consumidor local. Isso não apenas abrirá portas para mercadorias importadas, como popularizará consumidores sobre a qualidade de marcas locais e promoverá o comércio exterior de Haining”.

A reabertura da China está acontecendo de forma gradual, com permissões caso a caso para que Centros de Eventos realizem exposições novamente. As autoridades estão sendo especialmente cautelosas em garantir que os formatos funcionem primeiro para o mercado nacional, antes de convidar qualquer participação estrangeira, dado os controles de viagens e acessos ainda existentes no país.

Quarentena na China

Foram cerca de dois meses de restrições severas na China, até houvesse uma redução significativa do nível de infecções no país, representado por baixos índices de transmissão local. A partir de então, o governo de Hubei, epicentro da pandemia, anunciou o afrouxamento de medidas de controle, como a reabertura de estradas e a retomada de voos e trens.

A realidade no Brasil

Atualmente, no Brasil, ainda nos encontramos na fase mais crítica da pandemia, respeitando orientações de isolamento social e sem perspectivas de prazo para retomada de feiras e eventos. Porém, otimistas de que medidas recomendadas pelo governo e esforços das áreas de saúde e tecnologia minimizarão os impactos da doença e permitirão, em breve, o retorno das atividades.

Confira o vídeo da feira da China:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale agora pelo WhatsApp!